domingo, 24 de maio de 2015

Papo com o dermatologista

Esta semana li um artigo super interessante na fanpage da Clínica Azulay e Zanella, sobre pintas na pele. Elas  surgem ao longo dos anos, e muitas vezes nos preocupam por crescer ou ter um aspecto diferente de parecer um simples sinal.

O autoexame da pele é um método simples para detectar precocemente o câncer de pele, incluindo o melanoma. Ele deve ser feito regularmente para você se familiarizar com a sua pele.
Procuramos por manchinhas que coçam, sangram, descamam ou estão diferentes do que sempre foram. Além disso toda ferida que não cicatriza deve ser vista por um médico.

Para analisar uma pinta e saber se ela pode ser um melanoma, utilizamos uma regra chamada regra do ABCD:
A de Assimetria - uma metade diferente da outra quando você divide a pinta ao meio com uma linha imaginária
B de Bordas irregulares - contorno mal definido
C de Cor variável - várias cores numa mesma lesão: preta, castanho, branca, avermelhada ou azul
D de Diâmetro - maior que 6 mm


Para fazer essa análise a melhor forma é ter dois espelhos, um maior para que possa ver seu corpo inteiro e outro de mão.

Em frente a um espelho, com os braços levantados, examine seu corpo de frente, de costas e os lados direito e esquerdo;

 Dobre os cotovelos e observe cuidadosamente as mãos, antebraços, braços e axilas;

 Examine as partes da frente, detrás e dos lados das pernas além da região genital;

 Sentado, examine atentamente a planta e o peito dos pés, assim como os entre os dedos;

 Com o auxílio de um espelho de mão e de uma escova ou secador, examine o couro cabeludo, pescoço e orelhas;

 Finalmente, ainda com auxílio do espelho de mão, examine as costas e as nádegas. 

Caso encontre qualquer diferença ou alteração, procure orientação médica.
Este exame não substitui a avaliação feita pelo dermatologista, que deve ser a cada seis meses, e em casos especiais de pessoas com história de câncer de pele pregresso ou na família, pode ter um intervalo menor. Além de verificar todas as lesões com uma lupa o dermatologista utiliza sempre o dermatoscópio para análise destas lesões.


Joinville, blog, informações, Azulay e Zanella Dermatologia, Dermatologia, diagnóstico
Fique atento pois o diagnóstico precoce de câncer de pele, principalmente do melanoma, diminui muito a mortalidade desta doença!

Procure seu dermatologista para ter seu diagnóstico correto. 
Esta publicação tem informações dos dermatologistas da Clínica Azulay e Zanella Dermatologia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário